GRANDE ONDA FLORIPA PARTICIPATIVA - Parte 1


GRANDE ONDA FLORIPA PARTICIPATIVA - Parte 1 (Do Figurativo ao Real ativo, reativo e realizador)

OLAaaaaolaaaaolaaaaaaa! Olha a onda, olha ondaaa! Obrigado por sua respeitosa, valiosa atenção e venha conosco, pois desejamos lhe conhecer e nos fazer conhecer. Participe dessa “Grande Onda Participativa, que a partir do final da primeira década (2009) desse novo milênio, surge, e implanta uma “Nova Era”, também; a “Era Floripa Participativa – ParticipaFloripa”, e com ela surge os “Agentes da Mudança”, impulsionadores e gestores das transformações; exigente dos seus Direitos, mas conscientes dos seus Deveres. Crentes e Cientes de que cabe a cada um cidadão a responsabilidade de participar dos destinos da rua onde mora, da Cidade onde vive e convive. Ajudar da melhor forma possível para transformar a realidade atual, participando hoje, para ter o direito de afirmar no futuro, que fez sua parte, e contribuiu com a coletividade. Ajudou a criar novas realidades e oportunidade para que todos possam viver numa sociedade, e numa “Cidade Participativa”, transformadora e realizadora, com mais Educação, Saúde, Segurança, trabalho & renda, bem como, a tão desejada qualidade de vida, numa cidade mais sustentável.

Em 2012, já no início da segunda década desse novo milênio, surge ao Norte do Município, numa grande região da Capital dos Catarinenses, a “Onda Mater” chamada CODENI – Conselho de Desenvolvimento do Norte da Ilha. Foi criado o primeiro dos cinco hoje existentes, por um pequeno grupo de nobres cidadãos, idealistas e abnegados visionários, voluntários, movidos por crenças do saber fazer, e sede por transformações, necessárias à nossa “Santa e Bela Ilha Capital”, ligada umbilicalmente ao continente pela fabulosa e histórica Ponte Hercílio Luz, símbolo de “União, Transformação e da Integração Catarinense”, não somente de uma cidade, mas um Estado de Graças que é Santa Catarina.

Em 2015, a ”Onda Participativa” já muito conhecida, respeitada, realizadora já havia se solidificado, e crescendo cada vez mais. ¹ “...Jamais esmoreceu, apesar dos ventos contrários...” e o “Agentes da Mudança” continuaram sua Missão qualitativa por Floripa. Criou-se a nossa segunda ”Onda Participativa”, o CODECON para ”Integrar e Unir” regiões Norte-Continente. Unir nobres voluntários idealistas para labutar e transformar, não só o Continente, mas fortalecer a Missão Floripa Participativa.

Olha! A onda, olha ondaaa Participativa! Não parou no Continente e continuou crescendo, invadindo a Cidade, de Norte ao Continente construiu mais Pontes.

Em 2016 essa Grande Onda Participativa, integrativa, transformadora e realizadora não parou de crescer e tomar conta da cidade, e chegou ao Centro, no coração pulsante do nosso município. O grupo “Agentes da Mudança” cresceu e se fortaleceu, com a adesão de novos nobres voluntários. Criou-se a nossa terceira ”Onda Participativa” o CODECEN para integrar e fortalecer, ainda mais, a proposta de tornar Florianópolis num modelo participativo para SC e para o Brasil.

A “Grande Onda Participativa” não poderia parar de crescer, mudar atitudes e conceitos, “Unir Vontades Por Servir a Cidade e suas Comunidades” e o modelo para criar uma “Política Participativa” para Florianópolis já estava sendo colocado no papel (Reuniões, pesquisas, estudos, propostas, discussões, debates, conclusões, elaboração de minutas e afins). Concomitante aos trabalhos voluntários nas comunidades, e já com a elevada participação de uma centena de instituições, da Sociedade Civil e Empresariais, aderiu aos Conselhos de Desenvolvimento Regionais - CDR, e os fazem orgulho da Sociedade Florianopolitana. Mas, muito trabalho estava por vir, e havia a necessidade do compromisso político para socializar, convencer e dar os devidos encaminhamentos para o comprometimento, de políticos e autoridades municipais aderirem ao modelo de município participativo, através da aprovação de uma lei municipal, que pudesse instituir e regulamentar os CDR.


Em 2017 a “Grande Onda Participativa” cresce, ainda mais, e passa a invadir e cobrir todo o município ampliando esse modelo participativo. Os gestores “Agentes da Mudança” criam mais dois CDR; o CODELI no Leste e no Sul da Ilha de SC o CODESUL, complementando os cinco (5) Conselhos de Desenvolvimentos Regionais, existentes no Município de Florianópolis, Capital dos Catarinense.

Em 2018 a “Grande Onda participativa” MOSTROU SUA FORÇA E ABRANGÊNCIA MUNICIPAL. Ao final de muitas reuniões, lutas de mobilização, articulações, batalhas estratégicas de convencimento, quebra de paradigmas e afronta a egos e superegos políticos, a Sociedade Florianopolitana teve uma das grandes vitórias legais, de toda sua história; a aprovação da Lei 10.461 de 11 de dezembro de 2018 - “DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO, ESTRUTURAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS CONSELHOS DE DESENVOLVIMENTO REGIONAIS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”, e que se tornou na “Lei da Política Participativa” do nosso município, e a primeira, modelo para SC e para o País.


OLAaaaaolaaaaolaaaaa! Olha a onda, olha ondaaaaaa! Nossa GRANDE ONDA PARTICIPATIVA É LEGAL! SIM, muito legal.

A Sociedade Florianopolitana está pegando essa “Grande Onda Participativa”, Ativa, Proativa, intuitiva, reativa, construtiva, e com Viva Cidade.

²VIVA! “A GRANDE ONDA” - FLORIANÓPOLIS MODELO DE MUNICÍPIO PARTICIPATIVO PARA O BRASIL.


Autor: Vilmar Jacques (Membro “Agentes da Mudança”), em 16/02/2022


Notas:

¹Baseado na mensagem de Santa Paulina (Nova Trento-SC)

²Aguarde a 2ª parte (texto nº 2: Lei 10.461/18, e Melhorias na lei; elaboração de projetos, inscrição, escolha e aprovação de Projetos e investimentos e criação do Instituto Municípios Participativos e ações do grupo gestor.




60 visualizações0 comentário